free site templates



Formando e Cozinhando




imagem mulher empreendedora

Sobre o Projeto

O Projeto Social Formando e Cozinhando, do Governo do Estado do Maranhão, coordenado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social - SEDES, através da Secretária Adjunta de Elaboração de Projetos e Atração de Investimentos, promove a qualificação das habilidades para profissionais da cozinha sem formação técnica, de baixa renda, com experiência mínima comprovada de 2 anos, e idade igual ou superior a 21 anos, através de aulas teóricas e práticas ministradas por Gastrólogos, Gastrônomos, Nutricionistas, e Chefs de Cozinha pratas da casa e convidados, em conformidade com o Decreto Estadual nº 36.964, de 20 de agosto de 2021.

No ano de 2021, em sua primeira edição, o projeto possibilitou oportunidades para 25 jovens maranhenses se tornarem autônomos, solidários e competentes, atuantes no mundo do trabalho, e partícipes nas mudanças sociais, hoje, no quesito empregabilidade, após 2 (dois) anos, atualmente estão 73% dos alunos da turma 2021, no mercado de trabalho da gastronomia.

Com a filosofia de que a comida pode ser um agente de mudança na vida das pessoas, por meio do empreendedorismo, desenvolvimento social, econômico, cultural e turístico.

Em 2022, propôs duas turmas, ambas no municipio de São luis, somando 60 alunos (50 vagas para o público em geral e 10 vagas exclusivas para o público LGBTQIA+), ministradas no IEMA GASTRONOMIA, com duração de formação de 168h.

No ano de 2023, o Formando e Cozinhando cresceu, oportunizando a formação básica de cozinha a mais de 200 maranhenses, de baixa renda, entre os municípios de São Luís, Barreirinhas, Vila de Atins-Barreirinhas, Cururupu, Guimarães e Imperatriz, incentivando possibilidades de expansão e valorização da agricultura familiar através do resgate ao uso de insumos para produções na cozinha, localização turística de potenciais gastronômicos para rotas de circulação no Estado, valorização da cadeia produtiva do território, geração de emprego e renda, desenvolvimento cultural, econômico e social.

Preparando alimentos

Novas metas e oportunidades

Transformado em política permanente do Plano Mais IDH, conforme considera a Lei nº 11.627, DOE-MA de 16 de dezembro de 2021, com a finalidade de promover a superação da extrema pobreza e das desigualdades sociais no meio urbano e rural, por meio de estratégias de desenvolvimento territorial sustentável.

Todos os alunos selecionados para a formação básica de cozinha, com carga horária entre 160hs a 260hs, recebem auxilio mensal, no valor de R$ 500,00 (quinhentos reais), para garantia do acesso e permanência nas aulas teóricas e práticas.

Temos novidades já para 2024, com o lançamento dos Projetos-Piloto do Formando e Cozinhando para Povos Originários, iniciando com a parceria entre a SEDES e a Secretaria de Estado da mulher, através do Centro de Referência da Mulher Negra, bem como o Formando e Cozinhando+, voltado para pessoas idosas, de baixa renda, cadastrados no CADUNICO, em vulnerabilidade social, para refletirem sobre bem-estar e satisfação com a vida ao longo do ciclo vital e um envelhecimento ativo, através da gastronomia, no desenvolvimento de ações de qualificação das suas habilidades de cozinha, estimulando uma alimentação saudável, o resgate da memória alimentar, desenvolvimento da capacidade de conhecimento especifico quanto às bases das cozinhas profissionais, através de cursos de pequena duração, cursos vocacionais, oficinais teóricas e práticas de cozinha, sobre técnicas de cocção e possibilidades de geração de emprego e renda, assim como na formação de multiplicadores sociais de conhecimentos, sobre o acesso à alimentação balanceada, com normas e técnicas da qualidade do alimento às pessoas identificadas em situação de maior insegurança alimentar e nutricional.

Fiquem atentos em nossas redes sociais sobre a abertura de novas turmas para 2024!!!!!

 

Desenvolvido e Hospedado pela Seati - Secretaria Adjunta de Tecnologia da Informação